Livro que li: A Princesa Sob os Refletores

Sobre o livro: Depois de descobrir que é a única herdeira do trono de Genovia, Mia Thermopolis recebe a notícia de que sua mãe está grávida e que sua avó marcou uma entrevista sua na TV a cabo, para a mesma semana. Esta obra é a continuação do sucesso ‘O diário da princesa’.

♦♦♦

Estou me divertindo horrores com esses livros!!! Principalmente quando a Grandmére aparece, os momentos mais engraçados pode ter certeza que ela está envolvida… E agora já vou começar a ler o terceiro.

*****(5 Estrelinhas)

Beijos, Haila.

Anúncios

Livro que li: O Diário da Princesa – Meg Cabot

Sobre o livro: Livro Que DEU Série A Origem, conta uma história de Mia, Uma adolescente de quatorze anos se Acha Que Uma “aberração” por metro e oitenta hum ter de altura seio e softwares antigos. Problemas cotidianos Vivendo, Como uma Rivalidade com Uma Colega, A Paixão Pelo Colega bonito, e questionando o Fato de SUA mãe namorar o Seu professor de álgebra (hum conhecido dela, Quando em Nova Iorque e em Manhattan, vive onde, milhares de Outras Pessoas existem), ignora SUA Condição de herdeira do Trono AO Pequeno principado de Genovia (um fictício europeu país). Mia VEM a saber disto QUANDO Seu pai, um Apenas natais Quem Vê nos, descobre ter Não Poder Mais Filhos em Razão de cancro do UM não testículo, e revela Finalmente SUA FILHA à Condição nobiliárquica: Mia e Uma princesa

Sobre a aoutora: Meggin Patricia Cabot, Mais conhecida Pela abreviação Meg Cabot, Patricia Cabot OU Pelo Seu Pseudónimo Jenny Carroll. Quando jovem, Meg passava horas a fio lendo as obras completas de Jane Austen, Judy Blume e Barbara Cartland. Munida com seu diploma de graduação em Artes na Universidade de Indiana, Meg se mudou para Nova Iorque, com a intenção de seguir uma carreira de ilustração autônoma. A ilustração, entretanto, logo cedeu lugar à verdadeira paixão de Meg – a composição literária – e, então, abandonou sua ocupação de ilustradora e arrumou um emprego de assistente administrativa num alojamento de estudantes universitários na Universidade de Nova Iorque, escrevendo sempre que tinha a oportunidade. As primeiras de suas várias novelas históricas foram escritas sob o pseudônimo de “Patrícia Cabot”. Os direitos do livro O diário da princesa foram vendidos à Walt Disney, e um filme de longa- metragem, chamado O diário da princesa, baseado no livro, foi lançado em agosto de 2001. Uma seqüência do filme, baseado numa história original mas escrita pela Disney, foi realizada em 2204, e se chamou O diário da princesa 2. Os direitos de filmalgem das séries All-American GirlThe Mediator também foram vendidos para a Disney.

***

Pra Começar Tenho Que Dizer Que Serei Uma eterna adolescente …

então tenham certeza… eu amei o livro. Por eu já ter passado dessa fase foi ótimo relembrar, conflitos os que tive na época dos meus 14 anos (é a idade que a Mia tem nesse livro), se bem que eu não descobri que era princesa da noite pro dia (ha ha ha). É o primeiro livro de Meg Cabot que eu leio, tomei vergonha na cara (rsrs), amo esse tipo de livros, e estou adorando, ri muito lendo esse livro, com certeza vou ri muito mais nos próximos… e até mesmo chorar… e pra mim é isso que me faz gostar de um livro tem que me dá emoção ao ler.

***** (5 estrelinhas)

Não gosto de dá spoilers, então não falo dos detalhes do livro!

Beijos, Haila Martins