Livro que li: Harry Potter e a Pedra Filosofal.

Sobre o Livro: Harry Potter é um garoto cujos pais, feiticeiros, foram assassinados por um poderosíssimo bruxo quando ele ainda era um bebê. Ele foi levado, então, para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural. Pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdou roupas velhas do primo gorducho, teve óculos remendados e foi tratado como um estorvo.
No dia de seu aniversário de 11 anos, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no País das Maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais. O menino de olhos verde, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder natural entre os sobrenaturais. A fábula, recheada de fantasmas, paredes que falam, caldeirões, sapos, unicórnios, dragões e gigantes, não é, entretanto, apenas um passatempo. Harry Potter conduz a discussões metafísicas, aborda o eterno confronto entre o bem e o mal, evidencia algumas mazelas da sociedade, como o preconceito, a divisão de classes através do dinheiro e do berço, a inveja, o egoísmo, a competitividade exacerbada, a busca pelo ideal – a necessidade de aprender, nem que seja à força, que a vida é feita de derrotas e vitórias e que isso é importante para a formação básica de um adulto.

Sobre a autora: Joanne Kathleen Rowling, ou simplesmente J. K. Rowling, ganhou, entre outros prêmios, o Nestlé Smarties Book Prize Gold Medal, o The FCBG Children’s Book Prize, o The Birmingham Cable Children’s Book Award e o cobiçado British Book Awards Children’s Book of the Year. Recebeu para ajudar na conclusão do segundo volume da série uma bolsa de incentivo à criação, o Scottish Arts Council. Atualmente lançou Harry Potter and the Half-Blood Prince o qual vendeu quase 10 milhões de cópias nas 24 primeiras horas de comercialização – o maior recorde da vendas da História . A série já vendeu mais de 100 milhões de exemplares em cerca de 43 países. No Brasil os livros receberam da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) a indicação de Altamente Recomendáveis na categoria tradução/criança.

♦♦♦

Olha tem bastante tempo que li um livro em 3º pessoa, no começo achei até um pouco estranho, mas fui me acostumando, a autora escreve bem, não sei como demorei tanto para ler esse livro. É uma história tão pura, o Harry Potter é  um personagem que tem muito a ensinar. Tem uma parte surpreendente, pois a gente acha que é uma coisa e não é aquela coisa que a gente acha (rsrs) adoro isso em um livro ou filme.

Como hoje não estou muito afim de escrever vou parando por aqui, mas antes tenho que falar escrever uma coisa, muito sem fundamento comparar a série de Harry Potter com Percy Jackson ou até mesmo comparar os autores, pois cada um tem sua particularidade e seu jeito de escrever, e também cada série sobre um assunto… bruxos, deuses e vampiros. Então não tem porque comparar!

Beijos,

Haila.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s